PlantoSys

Somos uma empresa inovadora que traduz os seus conhecimentos, experiência e visões inovadoras em soluções práticas para os setores agrícola e hortícola. Desenvolvemos diversos produtos (bioestimulantes e fertilizantes) que foram testados em várias culturas e sistemas de produção. As melhores versões destes produtos (em termos de eficácia, aplicabilidade e facilidade de utilização) foram depois lançadas no mercado.

Origem

Desde o nosso estabelecimento em 2010, desenvolvemos produtos para mais de 30 culturas e temos estado ativos em mais de 20 países, incluindo os Países Baixos, Reino Unido, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Áustria, Finlândia, França, Itália, Portugal, Polónia, Espanha e República Checa. E continuamos a crescer. E a agrosys GmbH é o nosso distribuidor para o mercado suíço.

Começámos com alguns ingredientes e produtos de base. Novas perspetivas e necessidades concretas do mercado levaram-nos a expandir e a adaptar a nossa gama de produtos ao longo dos últimos anos. Os factos falam por si: atualmente temos dez produtos, cada um com a sua aplicação específica em diversas culturas. O resultado mais importante: clientes satisfeitos que cultivam plantas mais fortes.

Plantas mais saudáveis

Estamos empenhados em desenvolver produtos que ajudam a planta a tornar-se e manter-se saudável, robusta e vigorosa. Fazemo-lo desenvolvendo produtos com uma série de propriedades únicas que podem ser utilizados em diversas culturas, em vários sistemas de produção e com os seus próprios métodos de aplicação.

Investigação e testes

Antes de introduzirmos os primeiros produtos no mercado em 2011, primeiro testámo-los de forma exaustiva, quer a nível interno, quer a nível externo. Desde 2010, contratámos a realização de testes (externos) à WUR-Bleiswijk, Botany, Delphy (ex-DLV Plant-GreenQ) e à Proeftuin Zwaagdijk, entre outras. Estes resultados de investigação confirmam, entre outros, o efeito do extrato de casca de salgueiro.

Além disso, está comprovado que a nanoprata apoia o efeito do extrato de casca de salgueiro e torna a planta mais resiliente. O micro-cobre também parece tornar as culturas mais robustas e vigorosas.

> Ler mais sobre este e outros ingredientes.

Conhecimentos e experiência

Podemos fornecer aconselhamento específico a cada produtor sobre a aplicação dos nossos produtos. Para isso, tiramos partido dos nossos vastos conhecimentos especializados sobre o cultivo de plantas, bem como dos conhecimentos dos nossos fornecedores e da nossa rede de distribuidores a nível nacional e no estrangeiro. 

E continuamos a investir em investigação. Atualmente, contamos com mais de 8 anos de experiência prática com diversos produtores, diferentes culturas e condições de crescimento específicas. Todo este conhecimento é incorporado nos nossos produtos para melhorar ainda mais o seu desempenho e aplicabilidade.

A PlantoSys numa conferência sobre o morango nos Países Baixos em janeiro de 2020

Outubro de 2019
Está habituado a ler informações detalhadas sobre os nossos produtos, o(s) seu(s) efeito(s) e aplicação(ões) no nosso site.

Isso é agora proibido pelo Regulamento relativo aos Produtos Fertilizantes UE (Regulamento (UE) 2019/1009). Este regulamento da UE é uma resposta à falta de clareza no mercado no que respeita às diferenças entre os chamados 'produtos ecológicos' (bioestimulantes, ativadores do crescimento das plantas, produtos de origem natural) e produtos fitossanitários.

Esta legislação entrou agora em vigor na UE e será depois transposta para a legislação nacional para cada Estado-Membro da UE, tornando-se efetiva.

Bioestimulante ou produto fitossanitário 

De acordo com este Regulamento, uma substância ou produto é um bioestimulante se estimular a utilização eficiente dos nutrientes. De igual modo, se melhorar a tolerância ao stress abiótico (calor, seca, salinidade), melhorar as características de qualidade ou melhorar a disponibilidade dos nutrientes no solo ou na rizosfera.

Uma legislação diferente aplica-se aos produtos fitossanitários, os quais atuam contra os fatores bióticos (como fungos, bactérias ou insetos nocivos). Estes produtos devem ser aprovados como tal pelas Autoridades Competentes (diferentes em cada Estado-Membro da UE), com todos os investimentos (em termos financeiros e de tempo), o trabalho de formulação e criação de arquivos que isso implica.

Claro que temos de cumprir a lei. Isso significa que, infelizmente, já não lhe podemos fornecer informações mais detalhadas do que o que fazemos nas descrições adaptadas.

Alfredo Weel

A sua pessoa de contacto

Alfredo Weel